Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Práxis

Os filósofos limitaram-se sempre a interpretar o mundo de diversas maneiras; porém, o que importa é modificá-lo.

Práxis

Os filósofos limitaram-se sempre a interpretar o mundo de diversas maneiras; porém, o que importa é modificá-lo.

Para além dos clássicos! Ou nem tanto...

22.06.21
Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de biblioteca Jorge Luis Borges   O que é Literatura e por que lê-la? Eis uma questão difícil de responder e que certamente atormenta muitos alunos(as) dos cursos de letras mundo afora. José Eduardo Agualusa, escritor (...)

Por que ler literatura?

22.06.20
Este é um post diferente. Aqueles(as) que me acompanham estão habituados(as) a ler textos de fundo teórico ou então versos esparsos, oriundos de uma necessidade quase orgânica de me espressar pela poesia - se exerço bem ou mal este exercício, que me julgue quem o (...)

Versos

30.05.20
Por que escrevo versos? Porque tu, poesia, me persegues. E se sou poeta... Porque tu, poesia, não me deixas.

Àqueles que morrem d'Amor

01.04.20
I Àqueles que morrem d’Amor Gostaria a mim vir a saber Qual delas é maior: a coita daquele que de tanto sofrer abandona sua dama para n’outro plano viver, ou a daquele que por amor à dama resiste, mas por medo tanto não se autoriza deixá-la o ver.   II Quanto a (...)

Da solidão

02.03.20
A Hilda Hilst Quando terra e flores eu sentir sobre meu corpo, Comigo quero carregar a lembrança de teus olhos e o calor de tuas mãos. E assim as infinitas coisas pressentidas, e as promessas em chamas no calor do teu leito não terão sido em vão; a tua presença (...)

Bruxas da Ilha de Santa Catarina - o congresso bruxólico

31.12.19
  Certo dia, em tempos imemoriáveis, as bruxas da Ilha de Santa Catarina decidiram fazer uma grande festa. Levaram dias organizando o evento, os "comes e bebes" e formulando a lista de convidados. O evento seria pomposo e a farra prometia ser grande. Mas havia um grande (...)

Os Amores de Cristo

15.07.19
Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é tudo. Epístola de São Paulo aos Filipenses (1, 21) Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; bem-aventurados os mansos, porque eles possuirão a terra; bem-aventurados os que choram, (...)

TREM

30.01.19
(Poema de Flora Egídio Thomé, extraído da obra CHUVA DE POESIAS, CORES E NOTAS NO BRASIL CENTRAL)   Lá vem um trem correndo vem, fa (...)

No Limiar do poema

23.01.19
A Fererira Gullar   Na esquina daqueles versos um estribilho soa dissonante. Um ronronar confuso e (quase) oblíquo lateja com força Na esquina daqueles versos.   Não é voz de gente, de pássaro... Não é voz de flauta, piano, violão. É a voz rouca do poeta, do (...)

REVOLUÇÃO

20.12.13
  Dormi Lautrec Sonhei Degas Despertei Frida. Amanheci amante de Alcoforado Embebi Hilke com leite Comi ovos com Dali. Enjoei com Flaubert Vomitei com Mário Cai com Cruz e Sousa. Levantei Trotsky Caminhei Lenin Descansei com Clara Z. Lutei Zumbi Vivi Cecília Aprendi Marx. Can (...)

UM CAUSO VERÍDICO*

13.07.11
Hoje, quando vinha para o trabalho, avistei, de dentro do ônibus, caminhando tranquilamente na rua, o Seu Pedro. Sempre muito solicito e elegante, com uma postura de por inveja em um lord inglês, trafegava calmamente pela rua geral aqui do Saco Grande, nas proximidades do (...)

O SOBRADO

07.02.09
  A fachada aponta para cima cava o baixo do vale rodeia côncava o aberto círculo da baía e plasma na geografia protuberante de textura cálida e generosa terra sensual.